OFICIAL

Ex-advogado de Lula, Cristiano Zanin toma posse no STF; saiba quem é

Atuante na defesa do presidente Lula frente à Lava Jato, o novo magistrado passa a ser o mais jovem da Corte e tem mais 27 anos para ficar no cargo

Por Hédio Ferreira Júnior
Publicado em 03 de agosto de 2023 | 16:27
 
 
 
normal

Cristiano Zanin tomou posse como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde desta quinta-feira (3). Ele fica na vaga de Ricardo Lewandowski, que se aposentou neste ano.

Zanin foi oficializado em uma curta cerimônia, de somente 15 minutos, ao lado do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, do presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), a presidente do STF, Rosa Weber, o ministro da Justiça, Flávio Dino, o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, o advogado-geral da União, Jorge Messias, entre outras autoridades.

Como está estabelecido no rito, não foram feitos discursos. Apenas a presidente Rosa Weber falou. Zanin entrou no plenário conduzido pelos ministros Gilmar Mendes e André Mendonça , o mais antigo e o mais recente na Corte, e fez o juramento de posse.

“Ministro Zanin, como o senhor já sabe, a cerimônia de posse do ministro do Superior Tribunal Federal não comporta discursos. Mas como presidente, lhe desejo boa sorte. Tenho a certeza de que vossa presença enriquecerá de sobremodo esse colegiado. Seja muito bem-vindo”, disse Rosa Weber ao plenário lotado. Parte da área externa do Supremo também estava ocupada por convidados.

Entenda a posse de Zanin

A atuação de Zanin na defesa do presidente Lula frente à Lava Jato deu a ele notoriedade para a indicação ao mais alto cargo da magistratura brasileira. Aos 47 anos, o advogado passa a ser o ministro mais jovem da atual composição da Corte do STF e hernando mais de 500 processos do antecessor. 

Indicado pelo presidente Lula para a vaga de ministro do STF, Cristiano Zanin não tinha experiência em direito penal quando assumiu a defesa do petista nos casos da operação Lava Jato.

Quando o petista ainda estava preso, o advogado fez as vezes de porta-voz de Lula. Era ele quem dava informações diárias à imprensa sobre a situação jurídica do presidente na porta da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula estava detido. Na função de advogado do petista, tinha acesso frequente e direto a ele. Foi assim por 580 dias, período em que o presidente passou em uma sala especial na superintendência da corporação no Paraná.

Tão logo foi aprovado no Senado, Zanin renunciou à representação da coligação eleitoral do presidente Lula  em ações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o ex-presidente Jair Bolsonaro. A ação para que renunciem casos ao assumir cargos de juiz é praxe entre advogados.

Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Zanin era especializado em Direito Processual e atuava em Direito Empresarial, especialmente em disputas complexas e grandes casos de recuperação judicia

Caso as regras não mudem e ele se aposente no prazo estabelecido, o novo ministro passará por sete mandatos presidenciais. Na história do STF, Cristiano Zanin é o 170º nome a ocupar uma vaga de ministro.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!